engIobra / Materiais de Construção / Pavimentos para Salas: Como escolher o melhor?

Pavimentos para Salas: Como escolher o melhor?

Ricardo Rodrigues

A sala de estar é o local onde a maior parte das famílias se concentram para passar algum tempo juntos. Por esse motivo, é importante que seja um local aconchegante.

Assim sendo, escolher o pavimento para a sala pode não ser uma tarefa tão simples como pode parecer à primeira vista.

Além do conforto, é importante ter em conta a manutenção do mesmo, a limpeza, o facto de ter ou não animais de estimação… enfim, uma quantidade de fatores a ter em conta.

Pavimento da sala

Assim sendo, hoje vamos dar-lhe alguns exemplos de pavimentos para a sala, para que faça deste espaço um local em que toda a família goste de estar.

Tipos de pavimento para a sala de estar

Existem diversos tipos de pavimento para a sala pelos quais pode optar. No entanto, antes de proceder a uma escolha efetiva, tenha em conta a utilidade que vai dar à mesma, assim como os restantes fatores que mencionámos anteriormente.

1 – Madeira

Um chão de madeira pode ser uma ótima solução de pavimento para a sala, pois fica perfeito com qualquer tipo de decoração que opte por fazer.

O facto de ser de madeira não quer dizer que tenha necessariamente de ser “chato”. Existem pavimentos de madeira com diversos padrões/texturas, com diferentes cores e com acabamentos bastante diferenciados.

Por exemplo, se tiver filhos ou animais em casa, é importante optar por um acabamento em laca fosca em vez de optar por uma oleada (uma vez que a manutenção do mesmo é bastante mais simples).

Se este for um local onde normalmente estejam muitas pessoas, pode optar por uma madeira mais compacta (como freixo ou carvalho), pois as mesmas tendem a ser mais resistentes (não tendo assim de andar a encerar o chão várias vezes por ano).

Uma questão que deve ter em conta quando começa a procurar um pavimento de madeira para a sua sala, passa pela resistência do mesmo (no entanto, salientamos desde já que quanto mais espessa for a camada externa, mais cara será).

2 – Carpetes

As carpetes são o tipo de material mais utilizado como pavimento para a sala (criando assim um ambiente bastante acolhedor).

Embora atualmente seja mais utilizada em ambiente laboral, existem ainda muitas casas tradicionais portuguesas em que o pavimento da sala é deste material.

Uma das mais valias de pavimentar a sua sala com uma carpete, passa pelo isolamento e absorção do barulho, sendo por isso uma ótima opção para quem tem crianças ou animais em casa.

Quando escolhe este material para o chão da sua casa, é importante ter em consideração a qualidade do mesmo, pois terá muito menos custos de manutenção e a durabilidade será muito superior.

Existem diversas cores e materiais, mas tente optar sempre por soluções que tenham uma boa densidade de tecido e com uma torção bem apertada.

3 – Linóleo ou acrílico

O linóleo ou o acrílico são também boas opções, uma vez que a sua aplicação é efetuada de forma similar ao da carpete.

A sua mais valia passa por prevenir quedas (uma vez que o chão tem maior aderência), facilitando a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida.

Este tipo de pavimento para a sala é também de fácil manutenção, uma vez que a sua limpeza é bastante simples.

4 – Mosaico ou tijoleira

Este tipo de pavimento não é muito aconselhado a quem tem crianças ou animais em casa. Isto porque é uma superfície bastante mais rija e, por isso, em caso de “pequenos acidentes domésticos” é mais perigosa.

No entanto, caso não tenha crianças, este tipo de pavimento para a sala pode ser bastante interessante uma vez que existem centenas de tipologias e cores, permitindo-lhe desta forma ter ótimos efeitos visuais.

O tipo de mosaico deve ser depois complementado com uma mobília que contraste e faça sobressai-lo.

5 – Vinil (ou PVC)

Cada vez mais estão a começar a ser implementados como pavimento para a sala pisos de vinil com impressão a imitar madeira.

Este tipo de piso tem ótimas características térmicas e que permitem manter tanto o calor como o fresco, dentro do espaço onde estão instalados.

O PVC, ou também conhecido com piso de vinil, é muito resistente, tem uma durabilidade muito grande e é bastante simples de limpar. Além disso, é uma ótima opção para pessoas com alergias (uma vez que é antialérgico).

Existem três tipos de piso em vinil: em manta, placa e com tons de madeira.

6 – Piso laminado

Os pisos laminados são muito utilizados em ambientes internos, como centros comerciais e casas. Entre as principais características está a sua resistência a riscos e à abrasão, facilidade de limpeza e a sua alta durabilidade.

Tal como acontece com a madeira, o piso laminado tem uma ampla variedade de tipos, cores e de madeiras simuladas.

A sua constituição é à base de lâminas de madeiras com diferentes larguras e comprimentos e é composta de aglomerados de HDF (High Density Fiberboard) ou Painel de Fibras de Alta Densidade ou MDF, sendo por isso um ótimo pavimento para a sala.

A camada superior exibe uma decoração artificial e vem protegida pelo overlay (resina melamínica).

No que concerne algumas indicações transversais, tenha em conta que as cores pastel dão a ilusão de uma área maior e que os tons neutros e ausência de padrões no pavimento facilitam a conjugação com os restantes elementos de decoração.

7 – Porcelanato polido

Os revestimentos polidos recebem polimento, daí o nome, e são lapidados como verdadeiras jóias no seu processo de fabricação.

O processo de polimento deixa as suas superfícies extremamente lisas e proporciona o alto brilho característico deste tipo de acabamento. São indicados para áreas secas como salas, corredores e quartos.

O seu alto brilho também o torna suscetível a riscos, por isso exige uma limpeza cuidadosa, apenas com um pano húmido e produtos neutros.

8 – Porcelanato acetinado

Ao contrário do porcelanato polido, o acetinado possui um visual com pouco ou nenhum brilho. A sua superfície é fosca e suave, capaz de tornar os ambientes acolhedores.

Como todo o porcelanato, é resistente e fácil de manter. A sua principal vantagem em relação ao porcelanato polido é a pouca chance de riscar, já que o brilho menos intenso não destaca tanto as eventuais marcas.

Esta opção certamente é a mais indicada como pavimento para sala de estar em casas com animais de estimação.

Antes de tomar qualquer decisão, o melhor será compilar algumas amostras de diversos pisos e padrões e dispô-las no chão.

Ao analisar o comportamento das cores e texturas ao longo das diferentes fases do dia e perto da mobília e elementos de decoração (se já existentes) vai conseguir ter um processo de decisão bastante mais simplificado.

Agora que já sabe qual o melhor pavimento para a sala, não tem motivo para não reformular a mesma. Se tiver alguma dúvida ou questão, não hesite em contactar-nos.

No caso de precisar de algum apoio na montagem do pavimento da sua sala, pode sempre solicitar-nos um orçamento para que encontrarmos uma solução à sua medida.

Veja também:

Precisa de orçamento para fazer obras em casa?

Licenciado em Engenharia Civil, desde 2004, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Membro sénior da Ordem do Engenheiros. Conta com mais de 10 anos de experiência como projetista de estruturas, sistemas prediais de distribuição e drenagem de águas, redes de distribuição de gás natural, direcção e fiscalização de obras públicas e privadas.