engIobra / Obras em Casa / Estes são os melhores pavimentos para a sua cozinha

Estes são os melhores pavimentos para a sua cozinha

Estes são os melhores pavimentos para a sua cozinha

A cozinha é o local onde as famílias se encontram muitas vezes para preparar e partilhar as refeições.

Assim sendo, uma vez que este espaço é bastante utilizado, deve ter um pavimento com uma fácil manutenção. Ou seja, deve ser simples de limpar e que não quebre com facilidade.

Existem diversas variedades de materiais, de cores e de texturas disponíveis no mercado.

Chão de cozinha

Por isso podemos dizer-lhe que as opções são quase infinitas. O limite é a sua imaginação, no que respeita a possibilidade de escolher o pavimento para a cozinha.

Os melhores tipos de pavimento para cozinha

Existem, tal como dissemos anteriormente, centenas de possibilidades no que concerne a escolha do pavimento para a cozinha. Assim sendo, hoje vamos apresentar-lhe algumas das melhores opções do mercado.

1 - Borracha

Ter um pavimento de borracha na cozinha é uma ótima opção. Isto porque este tipo de material permite-lhe uma maior facilidade de limpeza, assim como uma alta resistência a queimaduras e a queda de água (além de ser antiderrapante).

É um material que também lhe permite isolar o ruído (logo se deixar cair tachos e panelas não haverá grande problema) e pode ser encontrado em diversas cores, acabamentos e texturas.

2 - Piso laminado

Os pisos laminados são muito utilizados em ambientes internos, como centros comerciais e casas.

Entre as principais características está a sua resistência a riscos e à abrasão, facilidade de limpeza (basta varrer e passar a esfregona e já está) e a sua alta durabilidade.

Existe a possibilidade de escolher o pavimento para a cozinha também em diversas cores e texturas, permitindo-lhe uma ótima combinação com os móveis da cozinha.

O seu maior problema é que, ao final de muitos anos, poderá haver a necessidade de o substituir por completo.

3 - Cerâmica

Os pisos de cerâmica são também uma ótima opção de pavimento para a cozinha. Além de serem em conta financeiramente, são bastante simples de limpar.

O maior problema de ter um pavimento de cerâmica na sua cozinha passa maioritariamente pela facilidade com que se pode estragar (basta que algo mais pesado caia no chão e é o suficiente para que este se parta), por ser bastante escorregadia (principalmente no inverno) e por necessitar frequentemente de ser limpo para não ganhar manchas de gordura.

4 - Madeira

Um chão de madeira pode ser uma ótima solução para o pavimento da sua cozinha, pois fica perfeito com qualquer tipo de móveis.

Existem pavimentos de madeira com diversos padrões/texturas, com diferentes cores e com acabamentos bastante diferenciados.

Tendo o chão de madeira na sua cozinha, a sua maior preocupação será a necessidade de limpeza imediata caso algo caia em cima do mesmo (pois pode estragar-se com alguma facilidade).

5 – Pedra

Embora não seja muito frequente colocar-se pedra no chão da cozinha, existe também essa possibilidade (e com várias opões que vão do calcário ao mármore).

Uma vez que não existem duas peças de pedra iguais, ao colocar o chão da sua cozinha com qualquer uma das tipologias existente, vai criar um efeito visual único e com uma grande profundidade visual.

Se o seu principal objetivo é ter uma cozinha sofisticada, a pedra é sem qualquer dúvida a opção mais acertada. No entanto, além de ser um material relativamente caro, é também um pavimento para a cozinha mais complicado de limpar.

6 – Cimento

Embora não seja comum em apartamento, é bastante comum numa casa de campo o pavimento da cozinha ser em cimento.

É uma opção que lhe vai durar toda a vida (se assim o pretender), pois é praticamente indestrutível (independentemente do que lhe deixar cair em cima), fácil de manter e bastante simples de limpar.

Esta tipologia de chão deve ser sempre colocada por um profissional. Isto porque será preciso alinhavar o pavimento e nem todas as pessoas o conseguem fazer corretamente.

Se ao final de um tempo se fartar, saiba que pode sempre mudar a cor do mesmo (pintando por cima) ou até cobri-lo com outro tipo de material à sua escolha.

7 – Cortiça

A cortiça é outra das alternativas que tem quando escolher o pavimento para a cozinha (principalmente se quiser ter uma casa mais ecológica).

A cortiça nos últimos anos tem ganho um grande espaço no mercado nacional, sendo utilizada para praticamente tudo.

Um pavimento de cortiça é bastante confortável, resistente, flexível, absorve o ruído, e uma vez que não absorve pós, é uma ótima alternativa para quem tem alergias.

A maior contrapartida deste tipo de pavimento passa pela manutenção, sendo necessário aplicar poliuretano ou cera frequentemente.

8 – Bambu

Contrariamente ao que a maior parte das pessoas pensa, um pavimento de bambu tem uma durabilidade muito elevada, e é talvez uma das opções mais baratas de pavimento para a cozinha.

É ótimo também para colocar a sua casa no caminho certo para a sustentabilidade e é bastante confortável (se for daquelas pessoas que adora andar descalço por casa).

No entanto, em contrapartida não existem ainda muitas cores e este tipo de pavimento não é propriamente resistente à humidade.

9 – Mosaico hidráulico

Os mosaicos hidráulicos são revestimentos tradicionais e bastante antigos. Além de possuírem um visual muito bonito e diversificado, com vários modelos e cores diferentes.

Essa versatilidade permite criar verdadeiros mosaicos decorativos, como os geométricos, valorizando a estética e a originalidade do ambiente.

Apesar do custo um pouco mais elevado, os ladrilhos hidráulicos são muito utilizados em cozinhas, casas de banho e até varandas.

Geralmente, eles são escolhidos para revestir paredes. Isto porque são porosos e, por isso, tendem a acumular sujidade.

Contudo, é possível impermeabilizar as peças, para que não acumulem resíduos e se tornem mais fáceis de limpar.

Agora que já sabe quais as principais opções de pavimento para a cozinha, não tem motivo para não reformular a mesma. É importante que tenha sempre em conta as vantagens e desvantagens de cada tipo de pavimento, de forma a colocar um que vá de encontro às suas necessidades.

Se tiver alguma dúvida ou questão, não hesite em contactar-nos.

Veja também:

Licenciado em Engenharia Civil, desde 2004, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Membro sénior da Ordem do Engenheiros. Conta com mais de 10 anos de experiência como projetista de estruturas, sistemas prediais de distribuição e drenagem de águas, redes de distribuição de gás natural, direcção e fiscalização de obras públicas e privadas.