engIobra / Obras em Casa / Diferença Entre Lâmpadas Fluorescentes, LED E Incandescentes

Diferença Entre Lâmpadas Fluorescentes, LED E Incandescentes

Ricardo Rodrigues

Publicado em:Obras em Casa

Publicado em: Obras em Casa

Diferença Entre Lâmpadas Fluorescentes, LED E Incandescentes

Ricardo Rodrigues

Já imaginou o que seria sua vida sem energia elétrica? A eletricidade é seguramente um dos recursos mais importantes para todos nós. Utilizar racionalmente e conhecer aspetos básicos sobre a energia elétrica ajuda a economizar na fatura elétrica. Conhecer a diferença entre lâmpadas fluorescentes, LED e incandescentes é um passo importante para um menor consumo de energia.

Escolher o tipo de lâmpada mais adequado para cada situação é fundamental para a poupança energética. Na maioria das habitações familiares, as lâmpadas são usadas durante muitas horas por dia, sendo por isso responsáveis por uma boa parte do gasto de energia.

Podemos diferenciar as lâmpadas em três tipos: fluorescentes, LED e incandescente. Cada um dos tipos de lâmpadas apresenta caraterísticas únicas, como vamos ver abaixo.

Lâmpadas Incandescentes

A lâmpada incandescente é a mais antiga e a que é ainda mais comum no Brasil. A principal razão para sua popularidade é seu baixo custo de compra, o que leva as pessoas a negligenciarem seu elevado consumo de energia.

Esse modelo de lâmpada emite muita luz, mas é pouco eficiente energeticamente porque converte parte da energia que usa em calor, o que não é produtivo.

Em termos de duração de vida útil, as lâmpadas incandescentes são também a opção menos sustentável, já funcionam durante um período de tempo mais limitado do que as alternativas. Nos próximos anos é expetável que a lâmpada incandescente deixe de ser comercializada.

Lâmpadas Fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes surgiram como uma alternativa mais económica do que as lâmpadas incandescentes, pois apresentam um consumo energético substancialmente inferior. Neste aspeto, este tipo de lançada encontra-se num patamar intermédio, entre as lâmpadas incandescentes e as lâmpadas LED.

A lâmpada fluorescente produz uma luz branca e forte que resulta bem em qualquer ambiente.

Um fator negativo sobre a lâmpada fluorescente é o fato de usar mercúrio, uma substância altamente prejudicial para o meio ambiente. Devido à presença de mercúrio, este tipo de lâmpada não pode ser descartada de forma norma, sendo necessários alguns cuidados.

Lâmpadas LED

As lâmpadas LED são as mais recentes e fazem parte do que será a iluminação do futuro. Sua grande vantagem é o reduzido consumo energético. Comparado com as lâmpadas incandescentes, o consumo da lâmpada LED é exponencialmente inferior.

Contudo, a tecnologia usada nas lâmpadas LED também apresenta algumas desvantagens e arestas a limar, como o alto custo de aquisição e a reduzida luminosidade.

Faça Uma Boa Escolha

Da próxima vez que estiver a comprar lâmpadas não olhe somente para o preço de compra de cada um dos tipos de lâmpadas. Olhe também para a tecnologia e use a informação que aqui apresentei para fazer uma escolha que permita reduzir a sua fatura energética.

Quando estiver a comprar novas lâmpadas pense também que cada cômodo de sua casa possui diferentes necessidades em termos de iluminação. Por exemplo, a sala onde a família passa boa parte duas noites precisa de ser lâmpadas fortes, mas o hall de entrada pode não precisar da mesma quantidade de luz.

engiobra - Projectos de Engenharia Civil

Projetos de Engenharia, Comparação de Materiais de Construção e Calculadoras Online

Autor: Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da NValores e engIobra (RRNValores Unipessoal, Lda,)

Sou Licenciado em Engenharia Civil, desde 2004, pelo I.S.E.L. - Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Membro sénior da OET - Ordem do Engenheiros Técnicos.

A equipa engiobra é formada por engenheiros e arquitetos com experiência comprovada em projetos de especialidades para licenciamento e execução.

Atualmente trabalho na engiobra como Projectista: Tenho mais de 10 anos de experiência em projectos de engenharia civil nomeadamente, projectos de estabilidade (estruturas), projectos de redes de abastecimento de águas prediais, projectos de redes prediais de drenagem de águas residuais e pluviais, projectos de acústica de edifícios, projectos de redes prediais de gás.

Entre 2004 e 2010 trabalhei em direcção e fiscalização de obras públicas e privadas.

Redes sociais:

Deixe um comentário