engIobra / Obras em Casa / Como Montar uma Parede de Pladur em 6 Passos Rápidos

Como Montar uma Parede de Pladur em 6 Passos Rápidos

Ricardo Rodrigues

Se está a pensar dividir uma sala ou um quarto na sua casa, mas não quer estar a construir uma parede de cimento, saiba que há uma forma muito mais simples.

Pode colocar uma parede de pladur, pois além de ser bastante simples e rápido, não precisa de muitos materiais (e pode fazê-lo você).

Ao colocar uma parede de pladur está na verdade a colocar uma placa de gesso cartonado. No entanto, por ser uma marca tão utilizada, o seu nome ficou associado a este tipo de material e o gesso cartonado passou a ser vulgarmente conhecido por este nome.

1 – Como Montar uma Parede de Pladur Passo a Passo

Vamos explicar-lhe agora em 6 passos rápidos como é que pode você mesmo montar a sua parede de pladur. Vai ver que não é assim tão complicado.

1º Passo – Marcar posições

Se vai colocar uma parede de pladur, é necessário que saiba ao certo onde é que a mesma vai ficar.

Assim sendo, o primeiro passo é marcar (pode ser com um lápis ou fita cola) o local correto em que a mesma vai ficar.

2º Passo – Fixar as guias

Para conseguir montar uma parede de pladur deve fixar as guias no chão e no teto (perfis de aço em forma de “U”), e depois a partir dai começa a encaixar os montantes, formando assim a estrutura da parede que pretende montar.

Se pretender fixar um armário ou uma televisão na parede, tenha em conta que deve reforçar a estrutura nesse local (de forma a que o mesmo não ceda com o peso).

3º Passo – Não se esqueça das portas

Quando se está a montar uma parede de pladur, é muito importante que não se esqueça que a mesma tem de ter uma porta (se não, como é que vai passar de um lado para o outro?!).

Por cima da ombreira, deve fazer um reforço para evitar problemas.

4º Passo – Fazer os limites de altura

Para delimitar a altura do vão da porta, deve também nivelar e fixar a guia que vai usar. Assim, ao fechar a parede de um lado com as placas vai estar tudo nivelado.

Salientamos que para serrar a placa no local onde vai surgir a porta, deve usar sempre um serrote e um estilete (para a mesma não ficar torta).

É importante que não se esqueça que para colocar uma parede de pladur segura, deve usar parafusos de enroscar (estão vão ser aparafusados nos montantes).

5º Passo – Fixação de caixas elétricas

Se precisar de instalar alguma caixa elétrica, deve usar sempre uma serra-copo ou algo que seja muito semelhante.

Da mesma forma que se precisar de colocar alguma caixa de luz, deve utilizar as presilhas da mesma para a fixar.

Se por exemplo tiver de fazer alguma instalação elétrica, telefónica ou hidráulica, as mesmas devem passar sempre pelo interior da parede.

6º Passo – Acabamentos

Antes de fechar a parede de ambos os lados, poderá aplicar lã mineral no seu interior, de forma a conseguir melhorar o isolamento das mesmas.

Para terminar deve fechar tudo e fazer o tratamento das juntas, deixando assim a sua parede de pladur pronta a receber os acabamentos finais necessários.

Como vê montar uma parede de pladur não é tão difícil como pode parecer à primeira, no entanto é importante que antes de se iniciar neste trabalho verifique se as seguintes condições estão garantidas.

2 – Condições base para montar uma parede de pladur

Embora montar uma parede de pladur seja algo simples de fazer, existem algumas condições base que precisa de cumprir para que o trabalho fique bem feito.

Veja quais são as principais:

  • A canalização e instalações elétricas já devem estar completas;
  • Todas as paredes que estão em contacto com a divisória onde vai montar a parede de pladur devem estar terminadas e impermeabilizadas;
  • As caixilharias dos vãos de porta, assim como as caixas de estores já devem estar colocadas, assim como os vidros nas mesmas;
  • Devem ser assegurados, pelo menos, um ponto de água e um ponto de eletricidade de apoio à obra;
  • Os ramais de alimentação de pontos de luz devem estar instalados nos seus trajetos definitivos até aos ramais que irão correr nas divisórias;
  • Caso não vá colocar nenhum teto falso, o mesmo deve estar já estucado;
  • Os pavimentos devem estar nivelados e totalmente terminado;
  • Só deve colocar uma parede de pladur em condições atmosféricas em que a temperatura é superior a 5ºC e com menos de 85% de humidade relativa.

De forma a manter a qualidade das placas de pladur e evitar assim qualquer deformidade nas mesmas, as mesmas devem ser transportadas em porta paletes ou empilhadores, não utilizando nunca para o seu transporte cordas ou correias.

Se necessitar de as armazenar (apenas por um curto período de tempo) deve fazê-lo num local seco e coberto (ou seja, não as deixe na rua à mercê das variações climatéricas).

3 – Dicas finais para montar uma parede de pladur

Agora que já sabe quais as condições base para montar uma parede de pladur e os 6 passos rápidos para o fazer, deixamos-lhe apenas algumas dicas finais, que deve seguir quando colocar mãos à obra.

  • Devido aos pós que pode inalar durante o corte e montagem das placas de pladur, é aconselhável que utilize sempre uma máscara de pó;
  • Uma vez que a nova parede faz agora parte da sua casa, não se acanhe se a quiser pintar. As paredes de pladur suportam diversos tipos de revestimento, por isso escolha aquele que for mais adequado aos seus gostos (tinta, azulejo, papel de parede, fotografias, vinil…);
  • Quando proceder ao acabamento das juntas, deve fazê-los com a aplicação de duas camadas sobrepostas, sendo que a 2ª apenas é colocada após a 1ª estar completamente seca e solidificada;

Agora que já sabe tudo o que necessita para a realização deste “pequeno” trabalho, pode meter as mãos à obra e mudar a sua casa, criando mais uma divisão na mesma.

Se entretanto achar que continua a ser complicado fazê-lo, existem muitos especialistas que o poderão fazer por si, pode por isso solicitar-nos um contacto que iremos solicitar a um dos nossos parceiros que o contacte.

Qualquer dúvida ou questão, contacte-nos.

Precisa de orçamento para fazer obras em casa?

Licenciado em Engenharia Civil, desde 2004, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Membro sénior da Ordem do Engenheiros. Conta com mais de 10 anos de experiência como projetista de estruturas, sistemas prediais de distribuição e drenagem de águas, redes de distribuição de gás natural, direcção e fiscalização de obras públicas e privadas.