30 Melhores Motosserras Elétricas, Sem Fios e a Gasolina

em Junho de 2024

Verificado por Ricardo Rodrigues

Gasolina
Elétrica com Fios
Bateria sem Fios

Motosserras

Uma motosserra é uma ferramenta motorizada utilizada para cortar troncos e ramos, sendo alimentada por eletricidade, bateria ou gasolina, dependendo do modelo.

1. O que é?

As motosserras elétricas, sem fios e a gasolina são ferramentas utilizadas para cortar troncos e ramos em atividades como jardinagem, silvicultura e trabalhos florestais.

As elétricas dependem de energia elétrica, as sem fios utilizam baterias recarregáveis, e as a gasolina são alimentadas por combustível.

2. Como funcionam?

As motosserras elétricas são alimentadas pela eletricidade da rede ou geradores. As sem fios operam com baterias recarregáveis. As a gasolina funcionam com um motor de combustão interna, onde a mistura de gasolina e óleo é queimada para gerar energia mecânica.

  • Motosserras Elétricas: As motosserras elétricas são alimentadas por eletricidade, geralmente através de uma tomada ou extensão.

São ideais para trabalhos mais leves e em áreas onde há fácil acesso a uma fonte de energia elétrica.

Tendem a ser mais leves e mais fáceis de manusear do que as motosserras a gasolina.

Produzem menos ruído e emissões durante o uso.

  • Motosserras Sem Fios: Ou motosserras a bateria, são alimentadas por baterias recarregáveis.

Oferecem mobilidade e flexibilidade, pois não estão restritas por fios ou cabos de alimentação.

São adequadas para trabalhos médios e podem ser utilizadas em locais remotos ou onde a eletricidade não está disponível.

A autonomia da bateria pode ser um fator a considerar, dependendo da duração do trabalho a ser realizado.

  • Motosserras a Gasolina: Funcionam com combustível a gasolina.

São potentes e adequadas para trabalhos pesados, como o corte de árvores grandes ou o uso em ambientes mais desafiadores.

Oferecem maior autonomia em comparação com as motosserras elétricas e sem fios.

Podem ser mais pesadas e gerar mais emissões, além de exigirem manutenção do motor.

A escolha entre estes tipos de motosserras dependerá das necessidades específicas de cada trabalho, levando em consideração fatores como a potência requerida, a mobilidade desejada e a disponibilidade de fontes de energia.

3. Qual é a melhor?

A escolha da melhor motosserra depende das necessidades específicas do utlizador e do tipo de trabalho a ser realizado. Cada tipo de motosserra tem suas vantagens e desvantagens. Aqui estão algumas considerações que podem ajudar na decisão:

Motosserras Elétricas:

  • Vantagens: Leves, fáceis de manusear, menos emissões, menos ruído, não requerem combustível.
  • Desvantagens: Dependem de uma fonte de eletricidade próxima, limitadas pela extensão do cabo.

Motosserras Sem Fios (a Bateria):

  • Vantagens: Mobilidade, sem restrição por fios, adequadas para trabalhos médios, menos emissões.
  • Desvantagens: Autonomia limitada pela capacidade da bateria, podem ser mais caras inicialmente.

Motosserras a Gasolina:

  • Vantagens: Potentes, adequadas para trabalhos pesados, maior autonomia, sem restrições elétricas.
  • Desvantagens: Mais pesadas, mais emissões, requerem combustível e manutenção do motor.

A escolha dependerá do tipo de trabalho, da frequência de uso, da disponibilidade de energia elétrica, da necessidade de mobilidade e da preferência pessoal.

Por exemplo, se realizar trabalhos leves e tiver fácil acesso a uma tomada, uma motosserra elétrica pode ser suficiente.

Se precisar de mobilidade e não se importar em recarregar baterias, uma motosserra sem fios pode ser uma boa opção. Para trabalhos mais pesados e em locais remotos, uma motosserra a gasolina pode ser a escolha mais apropriada.

Recomenda-se também considerar a reputação da marca, ler avaliações de usuários e garantir a segurança ao usar qualquer tipo de motosserra.

4. Preços

As motosserras representam ferramentas essenciais para uma variedade de trabalhos, desde a manutenção de jardins até tarefas mais pesadas, como o corte de árvores. Os preços destas máquinas podem variar consideravelmente, dependendo das marcas e características específicas de cada modelo.

Entre as marcas mais conhecidas no cenário de motosserras, destacam-se empresas como Stihl, Husqvarna, Bosch e Makita. Estas marcas oferecem uma variedade de opções, desde modelos mais acessíveis até motosserras profissionais com recursos avançados.

As motosserras mais acessíveis, com preços a partir de cerca de 32€, geralmente pertencem a marcas que oferecem soluções para uso doméstico ocasional. Estes modelos podem ser ideais para tarefas leves, como a poda de arbustos ou a preparação de lenha para uso doméstico.

À medida que se avança para motosserras de médio porte, os preços podem variar entre 100€ e 300€. Estas motosserras podem oferecer maior potência e versatilidade, sendo adequadas para uma gama mais ampla de tarefas, desde a poda de árvores até o corte de madeira mais espessa.

Para motosserras profissionais ou modelos de alta performance, os preços podem atingir os 500€ ou mais. Estas motosserras são frequentemente equipadas com características premium, como motores potentes, sistemas anti-vibração e lâminas de alta qualidade, destinadas a utilizadores que realizam trabalhos intensivos.

Ao escolher uma motosserra, é essencial considerar suas necessidades específicas, o tipo de trabalho que pretende realizar e o orçamento disponível. A pesquisa detalhada, a comparação de preços entre as marcas mencionadas e a leitura de avaliações de utilizadores podem ajudar na tomada de decisão informada, garantindo que a motosserra escolhida atenda às expectativas do utilizador.

5. Qual o mais barato?

As motosserras apresentam uma ampla variedade de preços, refletindo as diferentes características, potências e especificações de cada modelo. Desde opções mais acessíveis até modelos mais robustos e avançados, os preços podem variar consideravelmente.

Neste espectro de motosserras, os valores podem oscilar entre aproximadamente 32€ e 500€, dependendo das características específicas de cada equipamento.

As motosserras mais acessíveis, com preços a partir de cerca de 32€, geralmente são modelos elétricos compactos, adequados para tarefas leves, como poda de galhos ou corte de lenha em pequena escala. Essas motosserras são ideais para uso doméstico ocasional e trabalhos de manutenção de jardins.

Conforme avançamos para modelos intermediários, os preços podem variar entre 100€ a 300€. Estas motosserras podem oferecer maior potência e versatilidade, sendo indicadas para tarefas mais exigentes, como a poda de árvores maiores ou cortes de madeira mais espessa.

Por fim, as motosserras mais avançadas, com preços na faixa de 300€ a 500€ ou mais, são frequentemente equipadas com características premium. Estas podem incluir motores mais potentes, sistemas anti-vibração, sistemas automáticos de lubrificação da corrente, e outras funcionalidades destinadas a usuários profissionais ou aqueles que realizam tarefas mais intensivas.

Ao escolher uma motosserra, é crucial considerar suas necessidades específicas, a frequência de uso e o tipo de trabalho a ser realizado. Além disso, é sempre recomendável fazer uma pesquisa detalhada, comparar preços e revisar as avaliações de outros usuários para garantir uma compra informada e satisfatória.

6. Manutenção

A manutenção adequada da motosserra é crucial para garantir um desempenho consistente, prolongar a vida útil da ferramenta e garantir a segurança do utilizador. Abaixo estão algumas diretrizes gerais de manutenção para motosserras, independentemente do modelo:

Verificação Prévia: Antes de cada uso, inspecione a motosserra para garantir que todos os parafusos estejam devidamente apertados e que não haja danos visíveis.

Corrente de Corte: Mantenha a corrente de corte afiada e corretamente tensionada. Lubrifique regularmente a corrente usando o óleo adequado.

Filtro de Ar: Limpe ou substitua o filtro de ar regularmente para garantir a entrada de ar limpo para o motor.

Velas de Ignição: Verifique e limpe as velas de ignição regularmente. Substitua as velas conforme necessário.

Óleo da Corrente: Verifique o nível do óleo da corrente antes de cada uso. Use um óleo adequado para garantir a lubrificação eficaz.

Combustível (para Motosserras a Gasolina): Use uma mistura de combustível e óleo conforme recomendado pelo fabricante. Armazene o combustível adequadamente para evitar a formação de depósitos.

Limpeza: Remova detritos, resina e sujidade da motosserra após cada uso. Limpe as aberturas de ventilação e as superfícies externas.

Sistema de Partida (para Motosserras a Gasolina): Verifique o sistema de partida e substitua cordas gastas conforme necessário.

Sistema Antivibração: Se equipada, verifique e ajuste o sistema antivibração regularmente.

Inspeção Geral: Periodicamente, faça uma inspeção mais detalhada da motosserra para identificar desgastes ou problemas elétricos.

Lembre-se de seguir as instruções do manual do utilizador fornecido pelo fabricante, pois as necessidades de manutenção podem variar entre diferentes modelos. Se houver alguma dúvida sobre a manutenção da motosserra, é recomendável procurar a assistência de um profissional qualificado ou do serviço técnico autorizado. A manutenção regular ajudará a garantir que a motosserra funcione eficientemente e com segurança.

7. Características

As motosserras, independentemente do preço, podem apresentar uma variedade de características que afetam o seu desempenho e usabilidade. Aqui estão algumas características comuns que podem variar entre os diferentes modelos:

Potência do Motor:

  • Motosserras elétricas geralmente são classificadas em watts.
  • Motosserras a gasolina são avaliadas em cilindradas (cc).

Comprimento da Lâmina (Sabre):

  • O comprimento da lâmina afeta a capacidade de corte da motosserra.
  • Modelos mais baratos podem ter lâminas mais curtas, ideais para trabalhos leves.

Tipo de Alimentação:

  • Motosserras elétricas: Podem ser alimentadas por cabo ou bateria.
  • Motosserras a gasolina: Dependem de combustível.

Peso:

  • O peso da motosserra afeta a facilidade de manuseio.
  • Modelos mais leves podem ser preferíveis para usuários menos experientes ou para tarefas menos exigentes.

Sistema de Lubrificação da Corrente:

  • Alguns modelos possuem sistemas automáticos de lubrificação da corrente, o que prolonga a vida útil da corrente de corte.

Sistema Anti-vibração:

  • Reduz a fadiga do operador durante o uso prolongado.

Facilidade de Manutenção:

  • Acesso fácil aos componentes para limpeza e manutenção.

Sistema de Tensão da Corrente:

  • Um sistema fácil de ajustar para manter a corrente de corte devidamente tensionada.

Segurança:

  • Freio de corrente: Para interromper rapidamente o movimento da corrente.
  • Proteção contra retrocesso: Reduz o risco de retrocesso perigoso.

Ergonomia:

  • Design que proporciona conforto ao utilizador durante o manuseio.
  • Durabilidade e Qualidade de Construção:
  • Materiais de construção e qualidade geral dos componentes.

Ao escolher uma motosserra, é fundamental considerar suas necessidades específicas e o tipo de trabalho que você planeja realizar.

Recomenda-se também a leitura de avaliações de usuários e a consulta de informações adicionais fornecidas pelo fabricante para garantir a compatibilidade com suas expectativas e exigências.

Perguntas Frequentes

1 – Qual a melhor escolha para cortar pequenos ramos em casa?

As motosserras elétricas são adequadas para trabalhos leves em casa devido à sua praticidade e menor custo.

2 – As motosserras sem fios têm potência suficiente para trabalhos mais extensos?

Sim, para trabalhos médios e curtos. A escolha depende da capacidade da bateria e da intensidade da utilização.

3 – Quais os cuidados necessários para uma motosserra a gasolina?

Manter o sistema de combustível limpo, verificar as velas de ignição e ajustar a mistura de combustível são cuidados essenciais.

4 – É seguro utilizar uma motosserra elétrica em ambientes molhados?

Não é recomendado, devido ao risco de choque elétrico. Prefira motosserras sem fios ou a gasolina em condições húmidas.

5 – Com que frequência devo afiar a corrente da motosserra?

A corrente deve ser afiada regularmente, dependendo da intensidade de uso. Geralmente, a cada 2 ou 3 usos é uma boa prática.

Produtos relacionados

Autor: Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da NValores e engIobra (RRNValores Unipessoal, Lda,)

Sou Licenciado em Engenharia Civil, desde 2004, pelo I.S.E.L. - Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Membro sénior da OET - Ordem do Engenheiros Técnicos.

A equipa engiobra é formada por engenheiros e arquitetos com experiência comprovada em projetos de especialidades para licenciamento e execução.

Atualmente trabalho na engiobra como Projectista: Tenho mais de 10 anos de experiência em projectos de engenharia civil nomeadamente, projectos de estabilidade (estruturas), projectos de redes de abastecimento de águas prediais, projectos de redes prediais de drenagem de águas residuais e pluviais, projectos de acústica de edifícios, projectos de redes prediais de gás.

Entre 2004 e 2010 trabalhei em direcção e fiscalização de obras públicas e privadas.

Redes sociais:

Notificações de novos produtos e comparações

Receba no email artigos exclusivos, recomendações, notificações de novos produtos e comparações.

O engiobra é um site gerido pela RRNValores Unipessoal Lda., uma empresa que presta serviços de engenharia.

  • CAE: 71120
  • NIPC: 514 823 577

Rua Pedro Nunes, Nº 69, R/C 2830-101 Barreiro

[email protected]