China constrói prédio em forma de anel

China constrói prédio em forma de anel

A construção civil na China tem surpreendido nos últimos anos pela sua ousadia e capacidade de inovação.

Desde a construção de alguns dos arranha-céus mais altos do mundo, à construção da maior barragem do mundo, passando também por recordes de rapidez na construção de novos edifícios, são muitas as demonstrações de poder e vitalidade dadas pela construção civil chinesa.

Um dos feitos da construção civil “made in China” que mais eco teve na imprensa mundial nos últimos anos, foi sem dúvida, a construção de um prédio em forma de anel.

O Prédio Em Forma de Anel

A cidade de Fushun, na província chinesa de Liaoning tornou-se destaque internacional com a notícia da construção de um edifício com um formato tudo menos convencional. Este edifício apresenta a forma de um imenso anel ou portal e tem 157 metros de altura.

Quando em 2012, surgiram as primeiras imagens do edifício na imprensa internacional, a curiosidade adensou-se e as questões multiplicaram-se. Tratar-se-ia de uma espécie de um portal inter-dimensional? Haveria alguma utilidade prática para tal edifício?

A resposta revelou-se mais simples do que seria expectável. O prédio em forma de anel de Fushun é uma mera obra de arte e plataforma de observação.

O edifício nasceu com o simples propósito de se tornar um ponto turístico, capaz de trazer mais turistas até à referida cidade chinesa. Basicamente, um conceito transversal a tantas outras obras icónicas da engenharia civil, como a Torre Eiffel ou a Estátua da Liberdade.

Mais tarde, soube-se que a construção recebeu o nome “Ring of Life” (numa tradução literal, “Anel da Vida”) e que pretende simbolizar “o caminho que conduz a um paraíso celeste”.

Prédio Em Forma de Anel

Dados Sobre a Construção do “Ring of Life”

A construção deste monumento foi terminada em 2013, gerando sobretudo boas críticas por parte da imprensa especializada em construção.

Para erguer o “Ring of Live” foram utilizadas cerca de 3 mil toneladas de aço, um número que impressiona atendendo à sensação de leveza que a estrutura transmite.

Adicionalmente, no seu exterior foram colocadas mais de 12 mil lâmpadas LED, que tornam esta construção ainda mais exuberante durante a noite.

O acesso ao topo do edifício é feito através de 4 elevadores. As autoridades da região chegaram a equacionar a inclusão de uma estrutura para a realização de bungee jumping no topo da edificação, contudo devido à altura excessiva tal ideia foi abandonada.

A construção deste edifício em forma de anel custou qualquer coisa como 12 milhões de euros.

Despesismo ou Inovação?

Uma das discussões mais acesas relativamente a este edifício debateu se estes projetos são realmente uma mais-valia ou se estamos perante puro despesismo.

A verdade é que uma edificação com o “The Ring of Life” tem potencial para se tornar uma grande atração turística, justificando assim o investimento realizado e trazendo riqueza para a região.

Como sabemos, a indústria da construção civil na China tem sido pródiga em grandes obras e em grandes feitos, numa evidente tentativa de demonstrar capacidade tecnológica e know-how.

 

Deixe uma Resposta.